Notícias

Como funciona: suspensões

Você já deve entender algo do assunto. Vamos falar um pouco sobre aquelas peças fundamentais para manter o controle de uma moto, as suspensões!

Por que a moto precisa de suspensões? Já pensou o que aconteceria se a moto não tivesse capacidade nenhuma de absorver as irregularidades do solo? Para ter uma ideia, imagine-se em uma bicicleta sem suspensões descendo uma ladeira. Quando atingir cerca de 50 km/h, qualquer mínima irregularidade do solo já será o suficiente para fazer as rodas quicarem, a bicicleta fica instável e, conforme a velocidade aumenta, vai ficando assustador! Agora imagine passar de 200 km/h assim, não seria uma idéia muito sana, não é?

Toda moto precisa de ao menos duas suspensões, uma para cada roda, cada uma delas com pelo menos uma mola e um amortecedor. De forma resumida, a mola é o que absorve os impactos, através de sua compressão, e o amortecedor controla o retorno da mola para a posição inicial. Sem o amortecedor, a mola seria comprimida e descomprimida incontrolavelmente e a moto se comportaria como um pula-pula. Sem a mola, apenas com o amortecedor, a moto abaixaria até ficar sem curso nenhum e se comportaria como se não tivesse suspensão nenhuma.

Com o auxílio das suspensões, a moto consegue manter a estabilidade até velocidades bem elevadas, acima dos 300 km/h em uma pista de corrida! O movimento de compressão e descompressão permite que as rodas subam e desçam para acompanhar as ondulações do piso mantendo os pneus sempre em contato com o chão.

Roda, freio, disco e suspensão dianteira


A suspensão dianteira fica presa diretamente na roda, na pinça de freio, no quadro e, no caso das superesportivas, nos semi-guidões também. É bastante trabalho para uma peça só, portanto é vital que seja de boa qualidade. Os modelos mais sofisticados permitem ajustes variados, como pré-carga da mola, velocidade de retorno e compressão, para que o piloto adapte a moto ao seu peso e estilo de pilotagem, algo essencial em uma corrida, mas nem tanto para uso urbano, por exemplo.

suspensão, balança e roda traseira

A suspensão traseira é bem diferente da dianteira. Geralmente composta por apenas uma unidade, ela fica encaixada no quadro e na balança da roda traseira, não diretamente na roda, como ocorre na frente. A maioria dos modelos também permitem regulagens pelo piloto, mesmo as motos mais simples costumam sair de fábrica com regulagem de pré-carga da mola da traseira. Porém, apenas os modelos mais sofisticados incluem ajustes finos para controlar a velocidade do retorno e compressão.

A suspensões Öhlins mostradas aqui residem no topo do mercado. Com excelente qualidade e acabamento primoroso, podem ser adquiridas para quase qualquer modelo de moto. Pilotos do SuperBike Brasil tem descontos especiais! Para adquirir sua suspensão para uso no campeonato nas categorias permitidas, fale com a Ultra Suspensions 11 5524-5684 ou 11 98297-8614.