Imprensa SuperBike

Imprensa SuperBike

Cauã Buzo (#177) é daquelas crianças fissuradas por esporte. O garoto de 9 anos, que já praticou natação, judô, karatê, tênis, hipismo, futebol e mais recentemente basquete, encontrou na Honda Junior Cup, categoria exclusiva para pilotos entre 8 e 16 anos no SuperBike Brasil, a forma de realizar o seu grande sonho: unir moto e velocidade.

O piloto, que irá para a sua segunda temporada na Junior e “respira” moto desde quando nasceu, conta com um apoio importante nas pistas: seu pai, Fábio Buzo, é engenheiro da equipe Motonil Motors no SBK Brasil, e sempre o levou para acompanhar as disputas. Até por isso, Cauã sonha em fazer carreira no esporte.

“A Junior Cup é o início do meu sonho. Em 2019, quero aprender ainda mais como pilotar nas pistas. Quem sabe no próximo ano eu mude até para as 300cc”, projetou o garoto.

Atualmente, o #177 pratica apenas futebol e basquete, disputando um campeonato por um clube de Araras (SP), sua cidade natal, no interior de São Paulo. Quando pode, faz alguns track days pela região ao lado do pai e de pilotos da Motonil, equipe que sonha em defender um dia.

“A Motonil é uma família. Um dia eu quero correr para defender esta família”, acrescentou Cauã, que ainda encontra tempo entre a rotina de esportes e estudos para se divertir com os amigos em jogos online e videogame.

Pilotos e equipes se preparam para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso de box e paddock e acompanhe de perto mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

O SuperBike Brasil tem uma grande novidade para 2019. O campeonato assinou com a RedeTV! para transmitir ao vivo em rede nacional a íntegra da corrida da categoria SuperBike, categoria referência e madrinha da motovelocidade brasileira.

As transmissões ocorrerão em todos os domingos de etapas, ao vivo, e está planejado, entre a emissora e a organização, que as corridas sejam realizadas às 13h (de Brasília). O horário está sujeito a alterações e será previamente informado aos telespectadores, caso sofra mudanças.

Acrescentar o produto na grade da RedeTV! deixa emissora e organização do SBK felizes, e comprova a grande performance de audiência do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

“A organização do SuperBike está muito feliz por estar de volta a uma TV aberta, nós que já tivemos ótimos resultados com exibições na Band e na própria RedeTV! no passado. A gente espera aumentar ainda mais o número de fãs e seguidores da nossa categoria”, afirma Bruno Corano, idealizador e organizador do SBK Brasil.

Com a transmissão na RedeTV!, as corridas da categoria SBK devem atingir cerca de 20,4% a mais de espectadores do que o alcançado nos canais SporTV, segundo dados do Ibope em 2019.

Vale ressaltar que a parceria conta com a participação da Honda. Com papel importante no apoio ao esporte, a fábrica que mais investe em competições no Brasil adquiriu uma cota de patrocínio da transmissão e viabilizou o acordo entre SBK Brasil e emissora.

Pilotos e equipes se preparam para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso de box e paddock e acompanhe de perto mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

Maximiliano Gerardo terá uma nova equipe para brigar pelo título do SuperBike Brasil 2019. Em sua segunda temporada na categoria principal do evento, o uruguaio numeral #41 passará a defender a Motonil Motors a partir deste ano.

Gerardo defendeu a equipe em 2016, quando correu entre as motos 600cc no maior campeonato de motovelocidade das Américas. Desta forma, o piloto retorna ao grupo, agora com uma moto 1000cc.

“Recebi uma proposta da equipe Motonil junto com a Motul Brasil e a Motul uruguaia. Analisamos e nos pareceu muito boa para correr em 2019. Corremos juntos em 2016 nas 600cc e conseguimos um segundo lugar no campeonato”, destacou Max.

“A Motonil foi a primeira equipe que eu corri no Brasil, sempre fui muito bem-vindo por eles e sempre mantivemos o contato. No começo do ano, nos fizeram a proposta para que estivéssemos juntos novamente”, acrescentou.

Maximiliano Gerardo irá para a sua segunda temporada na categoria principal do SBK Brasil. Em 2018, correndo pela Kawasaki Racing Team, o piloto de 24 anos alcançou a quarta colocação geral no torneio, sendo segundo colocado em três corridas da temporada.

Mais maduro e experiente nos autódromos brasileiros, o uruguaio acredita que a disputa da SuperBike será bem competitiva em 2019. Além das presenças de Eric Granado (#51), atual bicampeão do torneio pela Honda Racing Brasil, e Alex Barros (#4), da Alex Barros Racing, Anthony West, ex-MotoGP, foi confirmado com a Kawasaki e Diego Pierluigi representará a Yamaha Motor Brasil.

“A expectativa é brigar pelas posições de pódio e terminar o campeonato o mais na frente possível. Sabemos que este ano o SBK Brasil vai estar muito competitivo, que existem muitos pilotos rápidos, por isso teremos que trabalhar duro para estar à frente”, concluiu.

Pilotos e equipes se preparam para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso de box e paddock e acompanhe de perto mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

Lucas Torres (#77) terá um novo desafio nesta temporada do SuperBike Brasil. Após ser companheiro de Alex Barros no grid principal no ano passado, o piloto vai participar do campeonato da Yamalube R3 Cup em 2019. Ele será um dos pilotos da equipe PRT - Pitico Race Team na disputa.

Apesar de ser um piloto de longa data no SBK Brasil, Torres fará sua estreia na categoria. O piloto de 19 anos espera brigar pelo título entre as motos 300cc e vê o campeonato como uma grande porta para conseguir oportunidades de correr no exterior.

"Estou muito contente de participar de uma categoria 300cc. Estou bem confiante devido a toda a minha experiência, vou dar o meu máximo para disputar o título. Eu vejo a Yamalube R3 Cup como a principal categoria para abrir portas para o exterior, e poder conhecer coisas novas também. Isso é uma das coisas que mais chama atenção do público e dos pilotos", disse.

Lucas Torres iniciou na Honda Junior Cup em 2013 e em 2017 foi vice-campeão brasileiro na SuperSport Pro. No ano passado, ele disputou parte da temporada da categoria SuperBike ao substituir o argentino Diego Pierluigi na equipe Alex Barros Racing. O #77, inclusive, subiu ao pódio ao ficar com a terceira colocação na segunda corrida da 8ª etapa de 2018, em Interlagos.

"Estou feliz em poder estar disputando de novo com a molecada e vamos fazer de tudo para ser campeão. Devido a última etapa eu ter pego a terceira colocação, fiquei muito contente. E agora estou muito contente de disputar a categoria R3 junto com a Yamaha", acrescentou.

Vale destacar que a Yamalube R3 Cup e Yamalube R3 Stock têm sido um grande celeiro para a projeção de talentos da motovelocidade. Os campeonatos são uma iniciativa da Yamaha Motor Brasil e estão presentes no SuperBike Brasil desde 2016. Além disso, a marca contará com uma equipe no grid principal nesta temporada.

Pilotos e equipes se preparam para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso de box e paddock e acompanhe de perto mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

Para muitos pilotos, a paixão pela motovelocidade é de família. O caso de Fábio Queiróz não é diferente. O #25 da Double F Racing diz ter "herdado" do pai o gosto pela velocidade e, desde muito novo, se diverte sobre duas rodas. Agora, ele é um dos nomes na disputa pelo título da SuperBike Escola nesta temporada.

"Meu pai sempre foi um apaixonado por velocidade e eu herdei isso dele. Desde muito novo eu sempre tive moto e gostava de aprontar. Hoje eu me divirto muito, mas nas pistas, e o brinquedo cresceu um pouco também. Antes era uma Honda CG 160cc, agora é uma BMW S1000RR de 1000cc", conta o piloto, que ingressou no SBK Brasil em 2018 depois de participar de alguns track days.

"No final de 2017, procurei os track days e os campeonatos de motovelocidade, onde temos à disposição ambulâncias, barreiras protetoras e todo suporte, caso algum acidente aconteça", completou.

Após o ano de estreia, Fábio Queiróz chega motivado para a nova temporada. Além da experiência adquirida no campeonato anterior, ele também representará a sua própria equipe, criada no fim de 2018 em conjunto com Fábio Pitta, atual campeão da SuperBike Escola.

"Quero me dedicar e brigar pelo título da categoria Escola no SuperBike Brasil. Essa é a minha meta para 2019. Após essa conquista, mudar para uma categoria maior e continuar com as vitórias", destacou.

Antes do início da temporada, Fábio Queiróz teve um bom resultado na disputa da 2ª etapa da Copa Pirelli, em Interlagos. Ele foi segundo colocado na corrida da categoria Escola mesmo após ter largado na última posição por conta de problemas na moto.

Pilotos e equipes se preparam para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso e acompanhe de perto mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

O SuperBike Brasil terá uma grande novidade no grid principal a partir desta temporada. Em 2019, a Yamaha Motor Brasil contará com uma equipe na categoria SBK e promete brigar forte por mais uma conquista no maior campeonato de motovelocidade das Américas.

Liderada por Adrian Aparício e Alan Douglas, a Yamaha se juntará a outras grandes equipes na categoria SuperBike representada por Diego Pierluigi. A moto escolhida para o argentino competir no grid de 1000cc será a nova R1, que vem se mostrando muito competitiva em campeonatos internacionais - tanto em nível mundial quanto regional. Com isso, a expectativa é de que a equipe brigue forte para figurar entre as motos que estarão no pódio.

Pierluigi já disputou o maior campeonato de motovelocidade das Américas. Em 2017, ele correu na categoria principal ao lado de Alex Barros e conquistou o segundo lugar mais alto do pódio em quatro corridas da temporada.

Na imagem, Bruno Corano (centro), idealizador e organizador do SBK, cumprimenta os chefes de equipe da Yamaha, Alan Douglas (à dir.) e Adrian Aparício.

Vale ressaltar que a Yamaha foi um dos grandes destaques da temporada 2018 do SuperBike Brasil. A equipe dominou o grid de motos 600cc e faturou o título da categoria SuperSport com o piloto Ton Kawakami (#127). A segunda colocação ficou com o argentino Fauston Granton Gallay (#32), que também representa a Yamaha.

Além disso, a Yamaha conta com outras iniciativas de sucesso no evento. Desde 2016, a marca está presente no SuperBike Brasil com os campeonatos da Yamalube R3 Cup e Yamalube R3 Stock, que têm sido um grande celeiro para a projeção de jovens talentos da motovelocidade.

Pilotos e equipes se preparam para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso de box e paddock e acompanhe de perto mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

No SuperBike Brasil e nos autódromos pelo país, poucas pessoas reconheceriam Raphael Arcari Brito. Desde quando começou na motovelocidade, em 2015, o piloto da PRT - Pitico Race Team é conhecido por Raphael "Fletado".

O motivo? O #96, atualmente correndo na SuperBike Light, ganhou destaque entre os amigos de equipe à época por viver intensamente a vida. Por isso o apelido em alusão a quando a moto está com o acelerador 100% aberto.

"O apelido surgiu em 2015. Flete é um termo que a gente utiliza que significa que o acelerador está 100% aberto. Os meus colegas de equipe à época falavam: 'Ah, esse cara é muito louco, vive tudo intensamente na vida. Esse cara é muito fletado'. Aí pegou, por isso o apelido 'Fletado', veio daí", contou.

Aos 35 anos, o advogado aprendeu a andar de moto em dezembro de 2013. Após participar de alguns track days, fez duas etapas entre as 300cc e concluiu o ano de 2015 nas 600cc. Desde o ano passado, o numeral #96 corre na SBK Light, no grid entre motos 1000cc.

Brigar pelo título da categoria, inclusive, é o grande objetivo do piloto em 2019. Para isso, "Fletado" pega firme na preparação física mesmo com a intensa rotina de trabalho e tem por meta andar próximo aos ponteiros do grid – entre eles, Bruno Corano (#34), da BMW Motorrad MotorSport, campeão na Evolution, e Felipe Comerlatto (#186), da Pro Racing Team, dono do título na Evo1000.

"Minha rotina é trabalho, em torno de oito a dez horas por dia, e treino todos os dias. Preparação física também é diária. Faço crossfit, corro e uma vez por semana faço musculação para não ficar muito fraco. Semanalmente, duas vezes por semana, treino de supermoto para poder competir no SuperBike", revelou.

Raphael "Fletado", que faturou a corrida da SBK Light na 2ª etapa da Copa Pirelli, guarda com carinho um momento vivido no evento realizado em Interlagos, no dia 17 de fevereiro. A oportunidade de dividir a pista com Anthony West, australiano que participará do maior campeonato de motovelocidade das Américas neste ano.

"Eu andei nos treinos de sexta e sábado próximo ao Anthony West. Tive a honra de largar no segundo lugar do grid geral. É uma história interessante, teve foto para registrar o momento, e essa foto vou mostrar pro meu filho", admitiu.

Pilotos e equipes se preparam para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso de box e paddock e acompanhe de perto mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

Quando Victor Cesar Luciano acelera nas pistas, ele leva consigo duas histórias de infância. A primeira delas é a paixão pela motovelocidade. Depois, o apelido: "Durval Careca", nome pelo qual o piloto da XmotoX é conhecido dentro e fora do SuperBike Brasil.

A relação com as duas rodas começou quando ele ainda era criança. Victor Luciano ganhou uma moto aos 12 anos e acelerava sempre que ia ao condomínio de seus avós. Com o passar do tempo, ele se aproximou do caminho das pistas.

"Competições nunca passaram pela minha cabeça. Em 2012, comprei minha primeira moto esportiva e tive vontade de correr como experiência amadora. Disputei duas etapas no campeonato paulista de motovelocidade na Categoria Escola. Foi uma sensação única e inexplicável. Depois, conforme o bolso, tempo e trabalho permitiram, comecei a disputar algumas etapas do SuperBike Brasil na categoria 600cc e estamos aqui desde então com muita alegria no coração", disse.

"Estou confiante para este ano. Quero brigar pela ponta do campeonato da SuperSport. Ainda estou me recuperando de uma lesão no ombro e outra cirurgia que realizei em novembro de 2018, mas a dor é minha amiga e deixa eu ser mais responsável e racional para as corridas. A ideia é ser hoje melhor que ontem e amanhã melhor que hoje", completou o piloto de 31 anos, que foi segundo colocado da SuperSport na 2ª etapa da Copa Pirelli, realizada em Interlagos.

Assim como o início da relação com a velocidade, o apelido "Durval Careca" também remete à infância do piloto - além de também fazer referência a seu visual com a cabeça raspada. Ele conta que isso surgiu a partir de uma brincadeira com um professor na época da escola.

"Tive um professor de matemática chamado Durval. Um belo dia eu cismei com um colega mais tímido e falei: 'Irmão, você parece o Durval'. O apelido pegou para ele e para todos nós. Quando a gente apelida alguém geralmente volta para você, não sei o porquê, mas acontece", explicou o piloto com bom humor. "Assim começou o apelido que uso para meu personagem na internet."

Além de usar o apelido no SuperBike Brasil, "Durval Careca" também é conhecido desta maneira em seu canal do YouTube. Ele apresenta vídeos com dicas, test rides, reviews e outros conteúdos sobre motos. Atualmente, o perfil conta com mais de 140 mil inscritos.

Agora, pilotos e equipes se preparam para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso e acompanhe de perto mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

Mais que só formar novos pilotos para a motovelocidade brasileira, a Honda Junior Cup tem por objetivo desenvolver o lado pessoal das crianças de 8 a 16 anos que passam pela categoria de formação no SuperBike Brasil – em 2019, espera-se um grid com 40 motos 160cc.

“Desde a criação, o intuito da categoria é muito mais do que formar apenas pilotos. A gente sempre coloca que queremos formar melhores pessoas. Claro, faremos de tudo para que eles se desenvolvam tecnicamente e possam se profissionalizar. Mas caso eles não levem isso para o futuro, estejam preparados para o restante da vida”, destacou Leo Tamburro, piloto do SBK e instrutor da Junior.

Para isso, a primeira categoria de motovelocidade destinada para jovens pilotos no Brasil dá uma atenção redobrada aos participantes do torneio: instrui sobre lealdade, desenvolve a competitividade e investe no suporte aos pequenos quanto aos medos e tensões.

Esses fatores, aliado com o contato com câmeras e entrevistas, principalmente pós-etapas, fazem com que os garotos sejam pessoas melhores, como aponta Tamburro.

“Tanto para uma prova da escola, quanto para uma entrevista de emprego. Saber lidar com os medos, com as emoções, concentração, disciplina. Saber falar, ser extrovertido, como sempre temos coletivas. A Junior hoje prepara as crianças para serem melhores pessoas, e não só pilotos e bons profissionais”, acrescentou.

Vale ressaltar que a Honda Junior Cup dispõe de uma série de normas para garantir a segurança dos competidores. Dentre elas, padroniza as motos e equipamentos (macacão, bota e luva), organiza e exige kit completo e checa piloto por piloto antes das entradas nas pistas para treinos e corridas.

Os jovens pilotos seguem em forte preparação para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso de box e paddock e acompanhe de perto todas as emoções e corridas de mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

A Motul, empresa francesa que fabrica, desenvolve e distribui lubrificantes para motores desde 1853, retornou para o SuperBike Brasil para a temporada 2019 com um projeto arrojado. O patrocínio promete muitas ativações e interação com o público ao longo das etapas no ano.

Atualmente, a empresa de lubrificantes já patrocina algumas etapas do Mundial de Motovelocidade e o Mundial de SuperBike, evento que se assemelha ao SBK Brasil. Com o acordo firmado, é esperado muitos brindes e entretenimento para os visitantes do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

“Feliz que a Motul voltou, mostra a força do evento. De todas as empresas de lubrificantes, ela tem um nível de ativação e aproveitamento dos eventos que patrocina de forma sensacional, o que agrega muito valor a nós. Estamos otimistas para a temporada juntos, de muitas realizações”, afirma Bruno Corano, idealizador e gestor do SuperBike Brasil.

Na imagem, Corano (à esquerda) firma acordo com Pedro Gurgel, CEO da Motul no Brasil. A Motul, que patrocinou as etapas de 2017, retorna ao adquirir uma cota Silver, em tamanho e visibilidade semelhantes às cotas de Pirelli e Honda, tradicionais patrocinadores do evento há dez anos.

A cota permite que a empresa francesa tenha propriedades nas etapas, como arenas, bandeiras, papelarias, área VIP, tendas, arquibancadas patrocinadas e mais. O público do SBK Brasil pode esperar ainda mais benefícios com esta parceria.

Pilotos e equipes se preparam para a 1ª etapa do SuperBike Brasil, no dia 24 de março, em Interlagos. Garanta seu ingresso de box e paddock e acompanhe de perto mais um início de temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

Página 1 de 106
1
2
3
4
5
Previous Next
6
7
Previous Next

Facebook

Instagram

Tweets

Tá chegando a hora! Ainda não garantiu o seu ingresso para a 1ª etapa do Superbike Brasil? Então presta atenção no… https://t.co/Y4Qt0MtAxO
Hoje o recado é do Piloto Felipe Macan #54! Ele é mais um piloto que estará presente na 1ª etapa do SuperBike Bras… https://t.co/CVR316dY57
A área VIP do SuperBike Brasil traz uma experiência especial para o fã de motovelocidade! Além de um ambiente sofis… https://t.co/jW7cQJyKmr
Quer espetáculo? Então se prepare porque a Força & Ação vem aí! A equipe de manobras radicais retorna ao SuperBike… https://t.co/irleG6EoiZ
Follow SuperBike Brasil on Twitter

Flickr