Notícias

O surgimento meteórico da W2V Racing

Equipe recém-criada aposta em inovação, tecnologia e boa gestão para alçar voos cada vez maiores

Começar algo não é fácil. E algo que renda bons frutos logo no início, muito menos. No entanto, a W2V Racing parece ter encontrado a fórmula e, em tão pouco tempo, já demonstra bons resultados. A equipe que foi criada em 2022, e estreou no maior campeonato de motovelocidade das Américas no mesmo ano, visa alçar voos altos ainda em seu debute.

“A nossa equipe W2V Rancig, está estreando na temporada 22 do SuperBike Brasil, com o objetivo de ter uma equipe competitiva em todas as categorias do campeonato, trazendo inovação tecnológica e sempre visando ser campeão”, afirma, Paulo Vellei, um dos chefes de equipe.

Segundo o paulistano, o sonho de se aventurar no esporte a motor vem de longa data. Inclusive, sua amizade com o outro chefe de equipe, o osasquense Vinicius Ribeiro. “Nós, da W2V Racing, Paulo Vellei (Keka) e Vinicius Ribeiro, somos apaixonados por automobilismo desde que éramos pequenos. Devido a essa paixão, escolhemos seguir a carreira da Engenharia, ingressamos na faculdade no ano de 2009 para fazer o curso de Engenharia Mecânica com ênfase em automobilística. Nos tornamos amigos logo no primeiro semestre do curso, e, no meio de tantas conversas, descobrimos que tínhamos um sonho em comum: trabalhar com automobilismo. Seja qual fosse a categoria. Moto, carro ou caminhão, mas nossa grande referência sempre foi a Fórmula 1”, revive.

O bom planejamento de seus gestores, permite à equipe, não só projetar títulos a curto prazo, mas também ser referência na motovelocidade. “Nossas perspectivas para essa primeira temporada é estar brigando pelo título nas categorias que disputamos, além de criar novos processos e padronização para profissionalizar cada vez mais nossa equipe. Já no longo prazo, esperamos nos tornar referência na motovelocidade nacional, tendo um currículo de campeão, dividindo conhecimentos para formar novos pilotos e mecânicos. Vale ressaltar a importância dos nossos patrocinadores Ignis Security, empresa de equipamentos no combate ao incêndio, e a Semear Planejamento Financeiro, empresa especialista em desenvolvimento de planejamento financeiro”, reforça.

“Após alguns anos no mercado de trabalho, exercendo funções de liderança, adquirimos bastante experiência na engenharia e na gestão de pessoas”.

Para isso, Keka sabe que ter bons pilotos é essencial. Não à toa que o portfólio de pilotos que compõem a equipe, é de se impressionar. “Gostaríamos de agradecer todos os nossos pilotos e todos os membros da equipe por acreditarem e confiarem no nosso projeto. Mesmo com um prazo curto para o início da temporada, conseguimos contratar os seguintes pilotos: Lucas Barros – SBK EVO 1000cc, Mauro Passarino – SuperSport 600cc Pro (Campeão Ninja 400cc Cup em 2021), Marcelo Simões Bode – Copa Honda CBR 650cc (Vice-campeão Copa Honda CBR 650cc em 2021), Lincoln Melo – Ninja 400cc Cup(Campeão SuperSport 400cc em 2021), Fabinho da Hornet – SuperSport 400 Master ( Campeão SuperSport CBR 500cc em 2021)”, lista o chefe de equipe.

Formados em Engenharia Mecânica pela FEI, ambos estão com 31 anos. A função do entrevistado, Paulo Vellei, é cuidar da gestão financeira e operacional da equipe. Já Vinicius Ribeiro é telemetrista e desenvolvedor de novas tecnologias.