Notícias

Campeão antecipado na Evo1000cc, Bortolini celebra constância e trabalho da equipe

Marcio Bortolini conquistou, de forma antecipada, seu segundo título consecutivo no SuperBike Brasil. Campeão da SBK Light em 2018, o #37 da Tecfil Racing Team fez uma temporada brilhante em 2019 e venceu a Evolution 1000cc.

Antes da 9ª e última etapa da temporada, dia 1º de dezembro, em Interlagos, Bortolini coleciona seis vitórias na categoria. Além disso, foram dois segundo e terceiro lugares, que comprovam um desempenho acima da média nas pistas.

“Esperava que o título fosse definido no último ponto a ser disputado. Tive um excelente desempenho, fui muito constante, meus piores resultados foram duas terceiras colocações. A grande diferença veio da não pontuação dos meus principais concorrentes. Penso que o nível dos três primeiros é muito alto, e o título nesses casos sempre é definido no detalhe”, avalia, lembrando os principais concorrentes na disputa, Felipe Comerlatto (#186) e André Veríssimo (#93).

“Neste caso, tenho muito a agradecer a minha equipe, que me entregou um equipamento que além de muito rápido foi constante e não me deixou na mão uma vez sequer durante toda a temporada”, acrescentou.

Apesar da temporada empolgante, com números que o habilitaria a correr até mesmo no grid principal, Bortolini tem futuro incerto no SBK Brasil. Ele admitiu dificuldade para se manter nas pistas.

“Não tenho nada certo para o ano que vem. Entre as possibilidades, a que está se ressaltando é a da aposentadoria. Como todos sabem a economia do país ainda não engrenou e, mesmo com o bicampeonato, estou com dificuldades para fechar patrocínios para a próxima etapa. Se não conseguir viabilizar os apoios, será difícil continuar na competição”, ressaltou.

Depois de uma festa e muita comemoração no Autódromo Internacional de Curitiba, o #37 também encontra dificuldades para participar da grande final 2019 do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

A estratégia deve ser a de fazer o warm-up e largar de último. “Estou com sérias dificuldades para participar da última etapa. Mesmo que consiga ir, será apenas no domingo, farei o warm-up e largarei da última posição. Será no mínimo uma corrida diferente. A festa já fizemos em Curitiba, com a garantia do título antecipado, São Paulo deverá ser uma etapa mais calma.”