Notícias

Em prova eletrizante da EVO, Manow Martins vence, Raphael Santos dá show à parte e Victor Villaverde mostra novo ritmo

Durante a terceira etapa, que foi sediada no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, no último domingo (15), a categoria SuperBike EVO trouxe grandes emoções e os pilotos mostraram muita determinação. Manow Martins foi o grande vencedor, além disso, Raphael Santos chamou atenção por sua bela recuperação para conseguir terminar na segunda colocação e Victor Villaverde mostrou consistência e bons resultados durante toda a sessão de treinos.

Segundo o piloto da Koube Motonil Motors, para conquistar a vitória, foi preciso superar falhas mecânicas de etapas anteriores. “O fundamental para essa vitória foi a moto estar 100% redonda e afinada!!! Pois desde a primeira etapa vínhamos fazendo poli position e liderando nas corridas quando, de repente, tínhamos um contratempo no equipamento. Essas falhas mecânicas imprevisíveis nos tiraram as duas primeiras vitórias, como diz meu amigo DOC “É tipo corrida de moto”. Faz parte do processo, o importante é que alinhamos a preparação física, a técnica de pilotagem e o equipamento. Agora estamos trabalhando para manter esse conjunto e lutar pela liderança do campeonato”, afirmou Manow.

Já para Raphael Santos, atual líder da categoria, que deu show nas pistas na terceira etapa, depois de superar dificuldades na largada e conquistar a segunda colocação, essa foi sua melhor corrida. “Foi a melhor corrida que já fiz na minha vida. Mesmo não tendo sido P1, minha moto morreu na largada e sai com mais ou menos 12 segundos de atraso, mesmo assim consegui fazer uma corrida de recuperação. Foi uma corrida de muita superação para colocar um ritmo e fazer os pontos que eu precisava para continuar líder. Foi muito satisfatório entregar esse resultado para mim e para a equipe. A gente vinha trabalhando o final de semana inteiro e por causa de um erro no começo da corrida quase que tudo foi pelos ares. Então foi muito bom, uma sensação muito boa ter conquistado esse resultado. Uma das melhores corridas que já fiz”, reforça.

Outro atleta que também se saiu satisfeito, foi o piloto da Cerciari Racing, Victor Villaverde. Durante os treinos, Victor baixou seu tempo, que estava na casa do 1:42, para 1:41. Apesar de já ter virado esse tempo antes, ele explica que agora conseguiu se manter e agora traça um novo objetivo. “Fiquei muito satisfeito com isso. Superar a barreira do 1:42 e conseguir firmar nos 1:41 é um grande passo para continuar evoluindo. Agora que minha cabeça se adaptou a esse novo ritmo, posso começar a olhar para os 1:40 que agora é o novo objetivo”, explica.

Mesmo terminando em P2, o piloto da JC Racing Team manteve a liderança da categoria, com 65 pontos. Na segunda colocação está André Verissimo, que todos sabem ser um grande piloto e, atualmente está com 57 pontos, seguido pelo vencedor da terceira etapa, Manow Martins, com 51.