Notícias

Constante e focado, Mitiko sonha em buscar o título de sua categoria

Piloto da Controllity Racing superou acidente grave e hoje figura entre os principais da Evolution

Quem teve a oportunidade de assistir às corridas da categoria Evolution 1000cc, na atual temporada, pode perceber que um velho conhecido está de volta. Constante e focado, Mitiko vem chamando atenção desde a primeira etapa pela sua velocidade nas pistas e, por conta disso, é um forte candidato ao título.

Joelsu da Silva, o piloto que recebeu o apelido de Mitiko por seu pai, Cidão, logo quando criança. Hoje, aos 30 anos, figura entre os favoritos da Evolution 1000cc. No entanto, sua trajetória na motovelocidade começou em meados de 2006, sob forte influência de seu irmão mais velho, Jossuel da Silva, o Suel.

“Meu irmão participava do campeonato regional de motovelocidade em Londrina e eu sempre acompanhava, era doido para andar. Isso com 15 anos. Um belo dia, meu irmão me ensinou a andar de moto, em uma 125cc. Depois disso, quando teve um treino na pista do autódromo, ele me emprestou o macacão e me deixou andar na moto dele na pista. Aí foi onde tudo começou. Essa paixão e amor por esse esporte. Com muito esforço consegui comprar minha moto 250cc e fui campeão na categoria pró do campeonato regional, no segundo ano”, relembra Mitiko.

Natural de Londrina, Paraná, Joelsu fez sua primeira participação no SuperBike Brasil em 2013, em uma etapa na cidade de Cascavel, enquanto corria pelo Campeonato Paranaense, com sua 600cc. Neste mesmo ano, venceu em duas etapas, onde já demonstrava suas principais características sob duas rodas: constante e focado.

Três anos após sua estreia, o atual piloto da Controllity Racing sofreu um grave acidente que quase custou sua vida. Durante a etapa de Interlagos, Mitiko, que corria de 1000cc, calculou errado a freada na famosa curva do “S do Senna”, caindo de sua moto, e fraturando fêmur, bacia, além de furar sua bexiga, o que causou hemorragia interna. O acidente custou ao atleta três cirurgias, duas semanas na UTI e quase dois anos para se recuperar completamente.

Mas o que faria a maioria das pessoas desistir de seus sonhos, não foi o suficiente para intimidá-lo. Passado um ano de seu acidente, o determinado piloto estava de volta, perseguindo o sonho de conquistar um título. “Em 2017 fui chamado para fazer algumas etapas pela equipe JC Racing, na categoria 1000cc. Em 2018 também fiz algumas etapas na categoria 1000cc, mas nunca fui campeão por falta de investimento”, reforça.

No entanto, Joelsu acabou não tendo sequência nas pistas durante certo período, até seu talento ser mais uma vez reconhecido. “Entrei na equipe Controllity Racing como mecânico e como assistente de pista para os pilotos da equipe, primeiramente. Mas o chefe da equipe, Thiago Godoy, percebeu meu potencial e resolveu investir em mim, me colocando para correr na categoria 1000cc”, explica.

Desta forma, o piloto e sua equipe se prepararam para a temporada e já mostraram o que se pode esperar, desde a primeira etapa. “Fizemos alguns treinos de pré-temporada para ver se eu voltava à forma antiga, e resolvemos entrar no campeonato. Graças a Deus, até agora, venci todas as corridas, não pontuando na primeira por causa de uma punição”, diz.

A punição, a qual Mitiko se refere, foi por conta de não estar totalmente familiarizado com o sistema do safety car, devido ao tempo que ficou sem participar da competição. Isso na primeira etapa, enquanto liderava a corrida de Interlagos. Assim, a primeira colocação ficou com o atual campeão da categoria, André Verissimo, que estava em segundo. Porém, Mitiko ganhou a segunda etapa, deixando claro que a disputa da categoria será acirrada. Segundo ele, sua preparação é muito forte para conquistar seu objetivo.

“Estou trabalhando duro para isso. Veríssimo corre a mais de dez anos e é o atual campeão. Além disso, não é fácil voltar para um campeonato nacional e já ser campeão, mas se a oportunidade aparecer estarei pronto para comemorar. Fico bem feliz em saber que ainda estou em alto nível de pilotagem, apesar de tudo que já passei. Meu sonho sempre foi ser campeão no campeonato brasileiro e hoje estou tendo muitas condições para isso e, junto com a equipe, estamos trabalhando para isso acontecer”, ressalta.

E para esse objetivo ser alcançado, o vencedor da segunda etapa da categoria Evolution 1000cc, afirma que a atual estrutura que tem hoje é fundamental. “Desde a equipe Pitico Racing, que trabalha na moto. Os companheiros de equipe, o chefe da equipe, Thiago Godoy, os treinos que hoje em dia eu faço para melhorar minha parte física e mental”, afirma Mitiko, antes de completar.

“Estou muito feliz e muito grato por ter uma nova chance. Espero que minha participação esteja somando para manter o campeonato competitivo e atraente para o público. Sou muito grato também ao chefe da equipe, Thiago Godoy, que está acreditando no meu potencial e a todos patrocinadores da Controllity Racing: Ademicon , equipe PRT, sem eles  nada disso seria possível”.