Notícias

O fenômeno Theo Manna e seu planejamento na motovelocidade

Era um domingo. Quinta etapa do maior campeonato de motovelocidade das Américas. Durante a gravação do famoso quadro “Minuto SBK”, na qual o entrevistado era ninguém menos que Mamute, foi perguntado quem era o melhor piloto do SuperBike Brasil. Ele, por sua vez, não titubeou ao responder: Theo Manna. Inclusive, a pergunta foi feita antes da prova da SuperSport 600, categoria da qual o jovem compete e venceu a etapa em questão. Em conversa com o Portal SBK, o personagem da semana do Carreira SBK contou sobre sua trajetória na motovelocidade, seus planos para o futuro e, claro, sobre sua significante vitória.

“Para o futuro pretendo fazer umas corridas no exterior, para entender como funcionam. Depois disso, traçar um plano definitivo para ir para fora e buscar fazer minha carreira como piloto”.

Mesmo com apenas 16 anos, o piloto da PRT sempre se mostra ser centrado, tanto nas corridas, como em seu planejamento para o futuro e nas entrevistas que concede. Sua idade não condiz com seu estilo de pilotagem ousado, constante e analítico – parecendo um veterano, mas que ainda tem uma carreira inteira pela frente. Tão pouco condiz com sua postura fora das pistas, sempre muito atencioso com as pessoas ao seu redor. Pode-se dizer até que suas referências no esporte, combinam com sua personalidade.

“Tenho algumas inspirações, não só no mundo da moto, mas minha maior inspiração é o Rossi, e acho que também é de muito mais gente, porque ele sempre foi um piloto muito bom. Na Fórmula 1, por exemplo, gosto bastante do Hamilton, que é minha outra inspiração, não só como piloto, mas como pessoa”, explica.

O jovem paulista começou cedo na motovelocidade, aos 11 anos, em 2017, quando ingressou na Honda Jr. Cup, categoria que mais revela pilotos no cenário nacional. Por lá ficou dois anos e, segundo ele, foi fundamental para sua formação. “Comecei pela categoria Honda Jr. Cup, então ela foi minha categoria de base. E foi onde aprendi todos os fundamentos básicos de corrida. Então, com certeza, foi minha melhor escola, evoluí bastante”, afirma.

Hoje, 2022, Theo figura entre os principais pilotos, não só de sua categoria, mas de toda a competição. Mas se engana quem acha que ele vai parar por aí, pois o garoto tem um bom planejamento para o futuro. “Pretendo otimizar meu tempo o máximo que conseguir. Então vou tentar subir de categoria mais rápido, para aprender mais. E meu objetivo é otimizar meu tempo para o futuro também e, com isso, vou conseguir aprender as coisas mais rápido, ter mais experiência em diferentes motos. Tanto é que na categoria de 300cc, fiquei apenas um ano e só agora, na 600cc, que estou no meu segundo ano. Mas meu objetivo é otimizar meu tempo o quanto conseguir para no futuro estar o mais preparado, o mais novo possível”, ressalta Manna, antes de falar sobre os principais fatores que trouxeram sua vitória na ultima etapa.

“Com certeza a minha consistência. Consistência de tudo: treino fora das etapas, de resultados. Toda essa consistência foi fundamental para minha vitória. Também venho buscando evoluir sempre. Falo bastante que, apesar de eu não ter ganhado as corridas anteriores, estou evoluindo e aprendendo. Então, mesmo que eu não ganhe em algumas corridas, se eu evoluir e aprender, já vai ser o suficiente para mim, porque no futuro vou colher todo esse fruto de aprendizado e experiência. A paciência e consistência foram fundamentais e aprender todo dia e evoluir toda hora em cima da moto”.